Acesse a Plataforma MADAE

Acesse a Plataforma MADAE
Curso Afro-Pará

EXPOSIÇÃO "ÁFRICA: OLHARES CURIOSOS", Hilton Silva

quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Nomes Afro e Africanos e Seus Significados








Livro: Alma Africana - No Brasil - Os Iorubás
De Romilda Iyakemi Ribeiro
LINK PARA DOWNLOAD: http://sdrv.ms/Rbig8f












O continente africano, apesar de apresentar-se geograficamente em bloco unido, esconde uma certa diversidade cultural, lingüística, biológica e política.
Entre os africanos trazidos ao Brasil durante o tráfico negreiro para satisfazer as necessidades do escravismo havia uma diversidade de origens diluída através dos processos de mestiçagem, de transculturação e de sincretismo aos quais foram submetidos no novo mundo, além de outros mecanismos de nivelamento entre eles. Mas, embora pelo menos 45% dos brasileiros tenham ancestrais oriundos da África, esta permanece até hoje um dos continentes mal e menos conhecidos comparativamente aos demais que contribuíram para a formação do povo brasileiro.

A Alma Africana no Brasil: os iorubás, de Ronilda Iyakemi Ribeiro se propõe a contribuir para o preenchimento dessa lacuna: levar os brasileiros a redescobrirem uma de suas múltiplas fontes culturais. Em vez de pintar uma África única, unitária e simplificada, a autora se limita neste livro a falar principalmente do segmento étnico iorubá da Nigéria cuja contribuição à cultura brasileira, essencialmente no domínio religioso, é significativa.
A autora descreve os iorubás no seu berço africano, de um lado, e tenta a partir desse pano de fundo cultural africano enfocar as influências e o impacto cultural trazidos para a cultura brasileira. Sem dúvida, a obra apresenta uma diversidade temática compilando dados históricos, sócio-políticos, religiosos etc... o que denota a preocupação da autora em fornecer um quadro o mais completo possível de informações sobre os iorubás.
Não seria desnecessário chamar a atenção do leitor para o fato de que a Dra. Iyakemi Ribeiro, apesar de ser uma brasileira autêntica, apresenta neste livro a imagem de uma pessoa situada entre dois mundos culturais. De um lado, o mundo iorubá, cuja visão de mundo admira e integrou como sua. De outro lado, o Brasil branco e suas contribuições culturais, do qual ela também faz parte por sua ascendência. Seria uma falsa ambivalência, pois apesar de seus cabelos louros e olhos azuis, a Dra. Iyakemi é uma pessoa que vive a cultura brasileira resultante de todas as contribuições historicamente recebidas e que assume e cultua plenamente, como seus, os ancestrais e os deuses de origem africana que, penso eu,
pertencem hoje a todos os brasileiros.
Os leitores sentirão obviamente um certo envolvimento da autora com o sujeito-objeto de sua obra. A paixão, a emoção, a parte prise, outrora consideradas elementos metodologicamente negativos são hoje vistas como fazendo parte do processo do
conhecimento e portanto positivas quando bem dosadas. Pessoalmente, vejo neste envolvimento humano um dos aspectos mais bonitos da contribuição da Dra. Iyakemi Ribeiro em seu esforço para melhor fazer conhecer os iorubás no Brasil.
Kabengele Munanga
Centro de Estudos Africanos
Universidade de São Paulo

Nenhum comentário:

Postar um comentário