Acesse a Plataforma MADAE

Acesse a Plataforma MADAE
Curso Afro-Pará

EXPOSIÇÃO "ÁFRICA: OLHARES CURIOSOS", Hilton Silva

quarta-feira, 31 de outubro de 2012

Cultura de paz na escola

O Projeto "Violência escolar. Não Cultive essa ideia!" ocorrerá na cidade de Igarapé-Açu, na escola Cônego Calado, nos dias 07, 08 e 09 de novembro de 2012.
No dia 07 de novembro a programação se dará a noite de 19 às 21h30m, contando com a participação da promotora Fábia Mussi e da assessora de segurança escolar da SEDUC Heloísa Aguiar , que discorrerão sobre as temáticas: Maioridade Penal, ECA e Abuso sexual.
O dia 08 de novembro estará reservado para atividades desportivas.
E no dia 09 de novembro teremos o desenvolvimento de mini-palestras (oficinas) no turno da manhã e exposições, apresentações e bingo a tarde.

Contamos com sua presença para divulgar o nosso evento.
 
Telefone: 8877-3915. 
Wilson Clebson Silva dos Santos

O que sua escola vai fazer no mês da Consciência Negra?


segunda-feira, 29 de outubro de 2012

Fórum Estadual de Educação foi instalado no Pará

Representantes de entidades ligadas ao setor educacional participaram na manhã desta terça-feira, 23, da implementação do Fórum Estadual de Educação. A reunião, realizada no auditório do Conselho Estadual de Educação (CEE) foi presidida pelo Secretário Adjunto de Ensino, professor Acácio Centeno, que será o coordenador do Fórum no Estado.
A reunião contou com o coordenador da comissão de mobilização do Fórum Nacional de Educação, professor Raimundo Jorge de Jesus, que falou da conquista que a educação e toda a sociedade ganharão com a implantação do Fórum. “O FEE será a arena de debates da educação e um organismo de mobilização das políticas no Estado. Com isso, ganham alunos, pais, professores e todos os que trabalham em prol da melhoria da educação a nível estadual e nacional. Democratizar é a maior tarefa do Fórum”.

quarta-feira, 24 de outubro de 2012

Vem aí a Semana da Consciência Negra

Diga o que sua escola vai fazer
A fim de ampliar a visibilidade e repercussão das ações relacionadas ao tema da Consciência Negra promovidas pelas escolas do Pará, a Coordenadoria de Educação para a Promoção da Igualdade Racial - Copir - solicita que as Unidades Regionais de Educação (URE's), Unidades Seduc na Escola (USE's) e Escolas encaminhem as suas atividades agendadas da Semana da Consciência Negra para o e-mail copirseduc@gmail.com.  
Propomos que respondam os seguintes itens: nome do projeto/atividade, data do evento, local, responsáveis e contatos (telefone e e-mail).
Veja o memorando circular aqui.

20 de Novembro – DIA NACIONAL DA CONSCIÊNCIA NEGRA, data de morte de Zumbi dos Palmares (1695) - é referência histórica de auto-organização e resistência à escravidão no Brasil, fazendo parte do calendário escolar (conforme LDB e Resolução 01/2010 do Conselho Estadual de Educação do Pará).
O objetivo da Semana é fomentar a discussão das questões relacionadas à valorização da população negra, possibilitando uma reflexão da prática pedagógica frente à diversidade étnico-racial e a redução/eliminação das desigualdades sócio-raciais no ambiente escolar. 
Aguardamos a sua colaboração!!!

terça-feira, 23 de outubro de 2012

Copir promove formação de professores em diversidaade étnico-racial em Santana do Araguaia

Nesta semana (de 22a 26 de outubro), a Copir está presente na cidade de Santa do Araguaia concluindo a formação continuada de professores/as em ensino da história e cultura africanas e afro-brasileiras do Projeto Afro-Pará, na escola estadual Jorceli Sestari.
Para o historiador Vinícius Darlan, que ministra os módulos do curso, esta é uma oportunidade de apresentar o que as escolas estão promovendo em ações pedagógicas para a superação do racismo e do preconceito racial.
Neste módulo, além dos profissionais da educação, os/as alunos/as também se envolveram, dando ideias e se comprometendo em participar das atividades que combatam as atitudes discriminatórias que muitas vezes permeiam o ambiente escolar.





O que é o Afro-Pará?
O Projeto Afro-Pará é uma formação com módulos presenciais que totalizam 120 horas. Visa, desta forma, garantir a implementação da Lei 10.639/2003 que estabelece o ensino da história e da cultura africana e afrobrasileira na educação básica brasileira, promovendo a valorização destas culturas, especificamente as produzidas no Pará, e preparando professores e técnicos para a elaboração de propostas de inserção da temática nos componentes curriculares para desmistificar a inferioridade racial e cultural da população negra e valorizar sua participação na construção do país.

segunda-feira, 22 de outubro de 2012

EDITAIS ABERTOS

Experiências do Afro-Pará

O Projeto Afro-Pará percorre por todo o estado desenvolvendo formações para professores/as e técnicos/as em esnsino da história e cuultura africanas e afrobrasileiras.
Na cidade de Viseu, o professor Raimundo Gonçalves Alves, que também é poeta e radialista, fez o encerramento do curso com as palavras abaixo, buscando traçar numa narrativa histórica a síntese dos conteúdos ministrados. A turma ficou emocionada. A Copir agradece pela participação de todos e compartilha os versos do professor.

Nossa Origem, Nossa História
(leitura em ritmo de narração de rodeio)

Alô povo, pois que encontro bacana / Falar de nossa origem, nossa matriz africana / Desfazendo esse conceito / De racismo e preconceito / Que o europeu empregou / Pois essa infeliz ideia, foi ele quem criou / Escravizou outros povos, em nome da civilização / Produziu sua riqueza, através da exploração / A igreja em nome da fé veio cristianizar / Cruzou o grande Atlântico para no Brasil chegar / Colonizou a Amazônia, o indígena explorou / E o negro rebelado no tronco castigou / Com seu pensamento torpe, esta terra ele invadiu / Deixou marcas profundas no povo que o serviu / No Brasil Imperial criou leis de servidão / Limitando o negro e o índio do processo de educação / "Adestrou" o ser humano, proibindo sua religião / No Período da República quis a sociedade embranquecer / Pois isso não foi possível, É SÓ OLHAR PRA VOCÊ / Implantou ideologias, roubou, um verdadeiro assombro / Levantando resistência negra e indígena, dando origem ao quilombo / Assim é a nossa história / Marcada por sangue e dor / Mas os traços de nossa origem, ele jamais apagou / É grande a diversidade da cultura brasileira / Olhe para São Benedito e o jogo de Capoeira / Agora vem o Estado, fazer tal reparação / Pedindo talvez desculpas para uma grande nação / Com seu discurso fajuto, me chama de cidadão / Falando de igualdade, diz não fazer distinção / Pode enganar outro / A mim não engana não / Amigos professores, precisamos nos mover / Estudar a nossa história, para guardar na memória e jamais deixar morrer!

Prof. Raimundo Alves
Viseu/PA

sexta-feira, 19 de outubro de 2012

Plano para pessoas com deficiência


I SEMINÁRIO DE HISTÓRIA E EDUCAÇÃO AFRO BRASILEIRO E INDÍGENA /IV SEMANA DA CONSCIÊNCIA NEGRA DO CAMPUS UNIVERSITÁRIO DO TOCANTINS - CULTURA, IDENTIDADE E TRABALHO

O Campus Universitário do Tocantins/UFPA-Cametá, o Centro de Pesquisa do Tocantins, a Faculdade de História e a Pós-Graduação Lato Sensuem História Afro-Brasileira e Indígena convidam para o I SEMINÁRIO DE HISTÓRIA E EDUCAÇÃO AFRO BRASILEIRO E INDÍGENA /IV SEMANA DA CONSCIÊNCIA NEGRA DO CAMPUS UNIVERSITÁRIO DO TOCANTINS - CULTURA, IDENTIDADE E TRABALHO, que acontecerá no período de 20 a 23 de novembro de 2012. Os referidos eventos têm comoobjetivo geral discutir temas de História e Educação Afro-brasileira e Indígena na Amazônia e compartilhar experiências de pesquisa no sentido de promover debates interdisciplinares entre estudantes e professores de ensino fundamental, médio e universitário. Venha participar, convide seus amigos, alunos e colegas!
FAÇA A SUA INSCRIÇÃO! DIVULGUE ENTRE SEUS AMIGOS! VEJA DADOS EM ANEXO!
INFORMAÇÕES:
Blog: www.historiaemcampo.blogspot.com
Faculdade de História do Campus Universitário do Tocantins/UFPA-Cametá
Tel. (91) 3781-1182/81031062
E-mail: consciencianegra.cameta@gmail.com;
Facebook:  consciencianegra.ufpa@gmail.com

quarta-feira, 17 de outubro de 2012

Concurso de Fotografia Africanidades e Educação: Orgulho da identidade étnica

INSCRIÇÕES PRORROGADAS ATÉ O DIA 26/10/2012 
A Secretaria de Estado de Educação/SEDUC, através da 8º Unidade Regional de Educação/8ºURE-Castanhal (por meio de articulações do seu Núcleo de Educação para as Relações etnicorraciais/NERER), no uso de suas atribuições legais, torna público o Edital nº01/2012/SEDUC/8ªURE-Castanhal/NERER, do 1º Concurso de Fotografia intitulado Africanidades e Educação: Orgulho da identidade étnica. 
Projeto que será realizado em parceria com Secretaria Municipal de Educação de Castanhal/SEMED; com o Instituto de Artes do Pará/IAP, e o Centro Integrado de Educação e Cultura Afro-brasileira/CIECAB (através de ações do movimento social negro ASCONQ – Associação de Consciência Negra Quilombo). Concorrerão alunos(as) das escolas públicas da rede estadual (jurisdicionadas pela 8ªURE/Castanhal), da rede pública municipal de Castanhal,  Universidades e Institutos de ensino superior público situados em Castanhal/Pa.

O reitor da Faculdade Zumbi dos Palmares, José Vicente, comenta as ações do Instituto de Democracia Racial junto ao STF

Notícias Univesp - Racismo na obra de Monteiro Lobato - José Vicente O reitor da Faculdade Zumbi dos Palmares, José Vicente, comenta as ações do Instituto de Democracia Racial junto ao STF contra a compra de duas obras de Monteiro Lobato pelo Ministério da Educação. Para o Instituto, os livros Caçadas de Pedrinho e Negrinha têm conteúdo racista e devem receber notas explicativas a respeito.

http://www.youtube.com/watch?v=Rno-bnehdGA&feature=player_embedded
YouTube - Vídeos desse e-mail
 

Mercadante detalha Lei de Cotas e anuncia nivelamento para estudantes

O ministro da Educação (MEC), Aloizio Mercadante, anunciou que prepara um modelo nacional de tutoria, além de cursos de nivelamento, para estudantes que ingressarem nas universidades federais pelo sistema de cotas. A lei que regulamenta a política foi sancionada no último 15 de outubro. Ele afirmou que já debate com reitores mecanismos para garantir que cotistas tenham êxito acadêmico e obtenham o diploma.

Prêmio Palmares estimula produção científica sobre a Cultura Afro-Brasileira

Estão abertas até 1º de novembro as inscrições para o II Concurso Nacional de Pesquisa sobre Cultura Afro-Brasileira – Prêmio Palmares 2012.
O concurso é de competência do Centro Nacional de Informação e Referência da Cultura Negra e tem o objetivo de estimular a produção científica e dar visibilidade aos trabalhos acadêmicos sobre a Cultura Afro-Brasileira.

Professora Conceição Oliveira apresenta experiência de implementação da lei 10.639 em escolas de Breves/PA

Exposição dos alunos (foto profa. Conceição Oliveira)
A CONSTRUÇÃO DA VALORIZAÇÃO DA CULTURA AFRO BRASILEIRA E AFRICANANAS ESCOLAS MIGUEL BITAR E MARIA CAMARA PAES NO MUNICIPIO DE BREVES-PA ( ano 2004 e 2010)

MARIA DA CONCEIÇÃO FERREIRA OLIVEIRA*


INTRODUÇÃO
Desde a efetivação da lei 10639/2003 que tornou obrigatório o ensino da cultura afro brasileiro e africano nos componentes curriculares das escolas publicas e particulares de todo o pais, a temática tem sido objeto de constantes debates e cada vez mais diversos professores tem se empenhado em estudá-los afim de adequar as suas metodologias a essa nova demanda sociocultural.
Partindo deste contexto, o trabalho que se apresenta foi o resultado dos debates, pesquisas e estudos realizados em sala de aula com os alunos nas escolas Miguel Bitar e Maria Câmara Paes no município de Breves, onde nos fundamentamos em teorias, propostas e intervenções pedagógicas que estão voltadas para a diversidade étnico-cultural existente nas escolas e principalmente a participação dos alunos na construção e execução das atividades que citaremos no decorrer do mesmo.
Apresentaremos aqui o inicio do projeto, as etapas, os objetivos, os temas desenvolvidos, como também as metodologias utilizadas para a construção e efetivação do projeto o que será identificado através das imagens.

Convite


quarta-feira, 10 de outubro de 2012

Ministério da Cultura lançará editais para produção cultural realizada por negros

Cultura

SEPPIR publica edital de seleção de organizações da sociedade civil para o Conselho da Igualdade Racial

 As inscrições iniciaram no dia 05 e poderão ser feitas até o dia 24 de outubro através de postagem dos documentos por organizações do movimento negro, representações de terreiro e de juventude, mulheres, quilombolas, trabalhadores, povos indígenas, comunidades cigana, judaica e árabe Esclarecimentos poderão ser obtidos através da Secretaria Executiva do CNPIR, pelo e-mail seppir.cnpir@seppir.gov.br

segunda-feira, 8 de outubro de 2012

Educação popular é tema de seminário do Unipop

Entidade sem fins lucrativos, o Instituto Universidade Popular (Unipop) vai promover o seminário "Educação Popular como instrumento de luta e resistência na Amazônia", no próximo dia 25 de outubro. O evento ocorrerá de 8h às 18h, no Hotel Beira Rio, em Belém, e contará com a participação de ativistas do Pará e de outros estados brasileiros.

sexta-feira, 5 de outubro de 2012

II Concurso Nacional de Pesquisa sobre Cultura Afro-Brasileira – Prêmio Palmares 2012

Para visualizar ou imprimir a versão em PDF do Edital, clique aqui.
Estão abertas até 1º de novembro as inscrições para o II Concurso Nacional de Pesquisa sobre Cultura Afro-Brasileira – Prêmio Palmares 2012. O concurso é de competência do Centro Nacional de Informação e Referência da Cultura Negra e tem o objetivo de estimular a produção científica e dar visibilidade aos trabalhos acadêmicos que versem sobre a Cultura Afro-Brasileira.

quarta-feira, 3 de outubro de 2012

CONVITE

Minha foto
O Fórum Permanente de Educação e Diversidade Étnico-racial do Pará - Fopeder - convida suas entidades-membro e demais representações governamentais e da sociedade civil para reunião de trabalho com a senhora Ilma Fátima de Jesus, Coordenadora Geral de Educação para as Relações Étnico-Raciais da Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão (Secadi) / Ministério da Educação (Mec).
A pauta da reunião será o acompanhamento das ações de efetivação do Plano Nacional de Implementação das Diretrizes Curriculares Nacionais da Educação das Relações Étnico-raciais e para o Ensino de História e Cultura Afro-Brasileira e Africana – Lei 10639/2003.

Data: 04 de outubro de 2012, quinta-feira
Hora: 9h
Local: Auditório do Instituto de Ciências da Educação (ICED) / UFPA
Endereço: Campus Universitário do Guamá - Campus Profissional
Rua Augusto Corrêa, N º 1, Guamá. Belém/PA.

Fone: (91) 3201-7105



Jogos Africanos fazem sucesso na Feira do Livro


Na escola estadual Pe. Francisco Berton, localizada no bairro do Tapanã, Belém/PA, está acontecendo um grande movimento em torno dos jogos africanos. A cada dia tem mais gente querendo participar e se envolver. E, por isso, esta foi uma das experiências que a escola escolheu para apresentar na XVI Feira Pan-Amazônica do Livro, ocorrida de 21 a 30 de setembro, no Hangar.
O mancala é o mais disputado dentre os jogos africanos. Segundo o professor de educação física Guilherme Piedade, coordenador da iniciativa, a palavra Mancala ou Mankala deriva da palavra árabe naqaala que significa “mover” ou “transferir”. Com o tempo, esse termo passou a ser usados pelos antropólogos para designar uma série de jogos disputados num tabuleiro com várias concavidades. O Mancala é considerado um dos jogos mais antigos do mundo. Para alguns estudiosos o jogo teria mais de 7.000 anos.
O uso dos jogos de origem africana compõe o projeto pedagógico da escola Berton. Desta forma, contribuem para a aplicabilidade da Lei 10.639 que institui o ensino da história e cultura afro-brasileira e africana na educação básica, desenvolvendo a capacidade intelectual de crianças, jovens e adultos e exercitando as noções de estratégia, tática e observação, além de propiciar a integração social.
(Fotos de Maura Fonseca)
 

UFPA abre inscrições de vestibular para quilombolas

Estarão abertas a partir desta quarta-feira (3), as inscrições para os estudantes quilombolas que desejam concorrer a uma das 358 vagas disponíveis no processo seletivo 2013 da Universidade Federal do Pará (UFPA). A cota para remanescentes de quilombo foi implantada este ano na universidade. O concurso é gratuito, porém os estudantes são obrigados a imprimir o boleto para a comprovação de sua inscrição. O cartão de confirmação estará disponível no site do Centro de Processos Seletivos (CEPS) da UFPA, a partir do dia 31 de outubro.

Assista entrevista sobre o Plano de Prevenção à Violência Contra a Juventude Negra


Assista entrevista sobre o Plano de Prevenção à Violência Contra a Juventude Negra
A ministra da Secretaria de Promoção da Igualdade Racial, Luiza Bairros, e o ministro da Secretaria Geral da Presidência da República, Gilberto Carvalho, participaram de uma edição especial do programa Bom Dia, Ministro, para divulgar o lançamento da primeira etapa do Plano de Prevenção à Violência Contra a Juventude Negra, intitulado “Juventude Viva”.
O objetivo principal do Plano é diminuir os índices de homicídios que atingem os jovens negros em todo o país. Durante o planejamento do programa foram detectados 132 municípios em situação de extrema gravidade e, por isso, eles terão prioridade na execução do Plano. O lançamento será realizado amanhã (27), em Alagoas. A capital do estado, Maceió, ocupa o segundo lugar entre as cidades com o maior número de homicídios no país.

segunda-feira, 1 de outubro de 2012

‘Caxirola’ representará a cultura afro-brasileira na Copa do Mundo de 2014

Divulgação / Ministério do EsporteDivulgação / Ministério do Esporte
Luis Fernandes, Carlinhos Brown e Aldo Rebelo com as "Caxirola"
A cultura afro-brasileira já é presença confirmada na Copa do Mundo da FIFA 2014. Durante a cerimônia de entrega dos diplomas de chancela aos aprovados no Plano de Promoção do Brasil para o mundial, realizada pelo Ministério do Esporte, o músico Carlinhos  Brown apresentou, em primeira mão, a “caxirola”. Criado e batizado por Brown, o instrumento é uma espécie de vuvuzela inspirado no caxixi, um tipo de chocalho de origem africana usado, principalmente, como complemento do berimbau.