Acesse a Plataforma MADAE

Acesse a Plataforma MADAE
Curso Afro-Pará

EXPOSIÇÃO "ÁFRICA: OLHARES CURIOSOS", Hilton Silva

quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

Fórum discute diversidade ético-racial na rede pública de ensino

Nos dias 19, 20 e 21, a Secretaria de Estado de Educação (Seduc) reuniu no auditório da Escola Tecnológica “Magalhães Barata” representantes dos movimentos sociais durante o 5º Fórum Estadual de Educação e Diversidade Étnico-Racial.
Ao realizar o evento, a Seduc está promovendo o diálogo entre os movimentos sociais organizados e as instituições de educação com vistas a implantação da Lei 10.639, que alterou o artigo 26 da Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB), tornando obrigatória a abordagem da história e cultura africana e afro-brasileira no âmbito da educação básica.
O Fórum é uma realização da Diretoria de Educação para a Diversidade, Inclusão e Cidadania (Dedic), por meio da Coordenação de Promoção, Igualdade Racial (Copir), que na quinta versão do Fórum assegura a discussão com representantes dos municípios de Santarém, Monte Alegre, Itaituba, Óbidos, Alenquer, Novo Progresso, Cametá, Castanhal, Ananindeua, Marabá, Altamira, Breves, Bragança e Capanema.

Entre os resultados obtidos está a construção de Fóruns regionais para disseminar a temática no Estado, reiterou a assessora étnico-racial da Universidade Federal do Pará, Joana Carmem Nascimento. Ela elencou alguns avanços, como por exemplo, a primeira turma com especialização em “Estudos africanos e afro-brasileiros na Amazônia” , que conta com a participação de 60 professores-disseminadores em cursos de aperfeiçoamento na rede municipal e estadual de ensino. A ação é fruto de uma parceria entre a Universidade do Estado (UEPA) e a Seduc.
Outra conquista é a discussão para a inclusão do tema no projeto político pedagógico das escolas na rede pública de ensino, que apesar de ainda não está regulamentado, tem recebido atenção em outros centros de estudos do país. Neste sentido, a professora de história Cláudia Laurido, da escola ”José de Alencar”, do município de Santarém, apresentou um trabalho de estudo de caso, com o tema a “História dos Negros no Baixo Amazonas”, realizado com alunos do ensino médio do bairro Bom Jardim.
O trabalho teve como produto um artigo publicado na revista Nupem, da cidade de Campos de Mourão, no Paraná, além de um documentário produzido pelos alunos. O trabalho foi selecionado em 2010 na categoria de ensino médio pelo Centro de Estudos sobre Ética Racial no Trabalho.


Texto: Izabel Cunha
Fotos: Rai Pontes
Ascom/Seduc

sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

CAMINHADA CANCELADA

Informamos que a II CAMINHADA ESTUDANTIL DA CONSCIÊNCIA NEGRA foi cancelada por razões técnicas e de segurança. Deste forma, NÃO HAVERÁ a Caminhada no próximo domingo, dia 18 de dezembro.
Pedimos à compreensão das escolas, estudantes, organizações e sociedade em geral.
Equipe da Copir

sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

II CAMINHADA ESTUDANTIL DA CONSCIÊNCIA NEGRA EM BELÉM

Novembro já passou, mas as atividades que celebram o Mês da Consciência Negra continuam. Cumprindo sua missão de promover atividades formativas para superação do racismo e da discriminação racial, a Coordenadoria de Educação para a Promoção da Igualdade Racial - Copir, da Diretoria de Educação, Diversidade, Inclusão e Cidadania - Dedic, da Secretaria de Estado de Educação do Pará - Seduc, promove a II Caminhada Estudantil da Consciência Negra.
A Caminhada será uma oportunidade de apresentarmos à sociedade os projetos escolares e as iniciativas individuais e coletivas que favorecem a educação que respeita, valoriza e promove a diversidade étnico-racial.

A saída da caminhada será às 9h do dia 18 de dezembro, domingo, da Escadinha do Cais do Porto rumo à Praça da República, subindo a Av. Presidente Vargas, em Belém do Pará.

Participe! Organize a representação de sua escola ou entidade social!
Mais informações em www.copirseduc.blogspot.com
Fone: (91)32015157 - de segunda à sexta-feira, de 8 às 17h.
Coordenadoria de Educação Para a Promoção da Igualdade Racial - COPIR