Acesse a Plataforma MADAE

Acesse a Plataforma MADAE
Curso Afro-Pará

EXPOSIÇÃO "ÁFRICA: OLHARES CURIOSOS", Hilton Silva

quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

Confraternização da COPIR na Ilha da Caratateua-Outeiro

 
  
Na ilha de Caratateua, Praia do Amor, foi onde a COPIR celebrou a vida e as suas realizações em 2012. A chuvosa tarde do dia 20 de dezembro de 2012 foi marcada por muitas risadas e descontração, pois a antiga e atual equipe da COPIR se reencontrou para partilharem alegrias, conquistas e os desafios na busca de uma educação das relações etnicorraciais.












O Marituba foi o lugar escolhido, que durante a chuva perdeu a energia elétrica, mas devido a sinergia da equipe, a alegria permaneceu garantida pelas músicas cantadas em capela e palmas. Ali estiveram presentes os amigos Amilton Sá Barretto, Joana Nascimento, Tatiane Mendes e Mario Vitor, Ilka Oliveira, Tony Vilhena, Carlas Reis, Cilene Melo,Iris Moraes, Marcos Pinheiro, Maura Fonseca, Renata Santos, Silvana Diniz, Rosilda Santana e Marcelo. No primeiro flash da festa, houve um verdadeiro banquete a base de peixes variados como filhote na brasa e pescada frita e muito camarão ao bafo. 

 
Nesse ínterim, as lembranças sobre atividades realizadas, fatos cômicos e as muitas vivências eram recontadas enquanto aprendizados da práxis da COPIR. Vale ressaltar ainda a fala da atual equipe, tal como se expressaram as pedagogas Renata Santos, Cilene Melo, Carla Reis, e Maura Fonseca, as quais frisaram o quanto têm aprendido com os trabalhos e formações quem vêm sendo realizados através do Projeto “Educação e Etnicidade...” em Escolas quilombolas, portanto, são agradecidas e, mesmo tendo convicções religiosas distintas, reconhecem a necessidade de se buscar uma pratica pedagógica livre de preconceitos, dando-se o devido respeito à cultura e religiões de matriz africana e afrobrasileiras estudadas e/ou vivenciadas no ambiente escolar.

 
A tradicional festa de Amigo Secreto materializou a oportunidade de todos se presentearem, além de desejarem palavras de estima e sucesso. Tony Vilhena, tendo recebido a palavra de Sá Barretto, passou a narrar uma historia de Eduardo Galeno acerca de uma criança que nunca havia visto o mar, então, surpreendida pela sua imensidão e beleza, ali na praia estendeu a sua mão a mãe que a acompanhava e pediu “mãe, segura na minha mão para juntas compartilharmos quão grande maravilha”! Nesse sentido, a narrativa motivou a cada um dos presentes que diante da imensidão da vida podemos ainda estender a mão àquelas pessoas que convivemos, e assim compartilhar grandes experiências. 
 
Em meios aos raios, trovões, e ventos (Eparrei, Oyá!) que vinham da baía, a troca de presentes representou um momento único aos amigos que se emocionaram até as lagrimas, mas os risos eram logo retomados devido a música que era cantada em alto e bom som “...Chora! Não vou ligar... Chegou a hora... Vais me pagar... Pode chorar Pode chorar... Mas chora!”… risos!
Quantas surpresas, mais um momento especial: a comemoração do aniversario de Sá Barretto, com direito a bolo de chocolate, brigadeiros e chapéus nas cores da bandeira da Jamaica. Nas palavras do aniversariante, “o dia do nosso nascimento, é quando celebramos a nossa própria existência no mundo, que deve mesmo é ser comemorada, festejada!” Ao som das palmas, o parabéns foi cantado na língua africana Yorubá “...Odun dara dara re ou Ni ayò ójo ìbi re...”! 






Porquanto é no ritmo de festa alegria que a equipe da COPIR marca a passagem de mais um ano de trabalho e dedicação voltada a Educação das Relações Etnicorracias e a uma sociedade sem racismo
Aos professores, entidades, associações, lideranças e demais colaboradores que no ano de 2012 estabeleceram parcerias com esta Coordenadoria, recebam nossos sinceros agradecimentos e, por conseguinte, em nossa atuação na superação de práticas discriminatórias no ambiente escolar, na formação dos professores e professoras da educação básica e demais objetivos que alcançaram resultados positivos visto a contribuição de todos.

Axé! E que venha 2013!

terça-feira, 18 de dezembro de 2012

Tambor de Crioula recebe título de Patrimônio Cultural do Brasil

 
Tambor de Crioula
Na sexta-feira, dia 14 de dezembro, o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional no Maranhão (IPHAN-MA) titulou o Tambor de Crioula, manifestação da cultura popular registrada em 18 de junho de 2007 no Livro de Registro das Formas de Expressão como Patrimônio Cultural do Brasil.
O título de Patrimônio Cultural também mobiliza recursos públicos dos governos Federal e Estadual que serão aplicados na proteção do Tambor de Crioula. Com esses recursos, que envolvem um convênio assinado entre IPHAN-MA e Secma de R$ 500 mil na execução do projeto Salvaguarda do Tambor de Crioula. Esses investimentos possibilitarão a realização de encontros, festivais, oficinas e seminários voltados para os praticantes do tambor com objetivo de valorizar e preservar a preservação dessa expressão cultural maranhense. Ainda está prevista a produção de vídeos, gravação de CDs e a compra de equipamentos para o Centro de Referência do Tambor.

Mais informações:
IPHAN-MA
iphan-ma@iphan.gov.br
(98) 3231-1388
 
Fonte: Ascom - IPHAN/MA


domingo, 16 de dezembro de 2012

Chamada de artigos Revista História e Diversidade



     A revista eletrônica HISTÓRIA E DIVERSIDADE, do Curso de Licenciatura Plena em História da Universidade do Estado de Mato Grosso - UNEMAT, vinculada a Linha de Pesquisa "Ensino de História, Educação Escolar Indígena e Diversidade Cultural" é uma revista destinada à publicação de trabalhos oriundos de estudos, pesquisas, experiências didático-pedagógicas e/ou de extensão sobre as temáticas relacionadas à História e Historiografia; Ensino de História; Formação de Professores; Diversidade Cultural e temáticas afins.

Prêmio “Mulheres Negras contam sua História”



"Mulheres Negras contam sua História" vai premiar cinco melhores redações com R$ 5 mil. Cinco candidatas selecionadas na categoria “Ensaio” receberão R$ 10 mil. 

Inscrições poderão ser feitas no período de 21 de novembro de 2012 a 25 de janeiro de 2013.


Ministério da Cultura lança editais para criadores e produtores negros




O Ministério da Cultura lançou no dia 20 de novembro, em São Paulo, editais voltados a produtores e criadores negros num valor aproximado de R$ 9 milhões. São editais da Secretaria do Audiovisual (SAv) e das instituições vinculadas ao MinC, a Fundação Biblioteca Nacional (FBN) e a Fundação Nacional de Artes (Funarte), em parceria com a Fundação Cultural Palmares e a Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (SEPPIR/PR).

sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

Resultados das Oficinas realizadas na II Semana da Consciência Negra – Cultura Afro-Brasileira e seus Multiplos Olhares.


Alunas da EEEFM Padre Francisco Berton  - Of. de Cabelo Afro
 No dia 07 de Dezembro aconteceu o encerramento da Programação da II Semana da Consciência Negra na Escola EEFM Padre Francisco Berton, localizada no bairro do Tapanã, com apresentação dos resultados das Oficinas Temáticas, realização do Concurso da Beleza Negra e o disputado II Torneio de Jogos Africanos na variação kalah 1 e 2 do mancala.
Na abertura, a Direção da Escola e Professores Coordenadores do evento ratificaram a importância de tais ações como esta no âmbito das escolas públicas, afim de proporcionar discussões a cerca da Cultura Afro-brasileira e Africana fomentando o debate sobre a educação das relações étnicos-racias na escola.
Durante a cerimônia de encerramento o “duelo” entre os alunos monitores das Ofinas de “Free Step” e “Hip hop” causou alvoroço e envolvimento da plateia pela complexidade e necessidade de flexibilidade na execução dos passos das danças.











Apesar das dificuldades enfrentadas a Coordenação do Evento, Direção e Corpo Técnico da escola avaliam que as ações alcançaram os objetivos propostos, visto a participação e adesão dos alunos nas oficinas.
Acompanhe os  resultados das oficinas:




Cultura da comunidade Quilombola África Laranjituba em Exposição.


quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

UFPA vai sediar Congresso de Pesquisadores Negros em 2014

      A UFPA assinou um termo de cooperação com a Associação Brasileira de Pesquisadores Negros (ABPN), formalizando o apoio que dará continuidade aos procedimentos para a realização do Congresso de Pesquisadores Negros (COPENE) edição 2014. A reunião que definiu a parceria ocorreu no gabinete da Pró-Reitoria de Planejamento (PROPLAN) e contou com as presenças da Comissão que está organizando o Congresso. O evento ocorre a cada dois anos e a sua próxima versão será sediado na UFPA.

2ª Edição do Cine Periferia Pai D'Égua

Nesta quarta feira (12/12/2012) às 19h, a Central Única das Favelas do Pará e Crias do Futuro deram início a 2° edição do Cine Periferia Pai D'égua. O Cine Olympia será mais uma vez palco do evento que retrata as periferias paraenses, brasileiras e de forma pioneira, mostra a vivência de detentos do Sistema Penitenciário do Estado do Pará.

Cineclube ACIYOMI exibe "O CÉU SOBRE OS OMBROS"


quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

Comissão da ONU aprova texto relevante para declaração da Década dos Afrodescendentes (2013/2022)

SEPPIR tem papel importante no processo de negociação da ‘Resolução contra o racismo e a discriminação racial’

A Organização das Nações Unidas (ONU) avançou mais uma etapa no processo de declaração da Década Internacional dos Afrodescendentes (2013/2022), que deve ser concretizada antes da próxima Assembleia Geral, ou seja, até agosto do próximo ano. A recente aprovação da Resolução contra o racismo e a discriminação racial, que inclui parágrafos importantes sobre a proclamação da década, pela Terceira Comissão da Assembleia Geral das Nações Unidas, em Nova York, contou com 127 votos a favor, seis contra (Austrália, Canadá, Israel, EUA, Ilhas Marshall e República Tcheca) e 47 abstenções.
A Assessoria Internacional da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (SEPPIR) colaborou significativamente no processo de negociação do texto. O diplomata Albino Poli destaca a importância da atuação do órgão e da declaração da Década dos Afrodescendentes pela ONU. “Só quando a ONU declarou, alguns anos atrás, a Década dos Povos Indígenas, foi criado o Fórum Permanente dos Povos Indígenas da ONU, e, em sequência, foi proclamada a Declaração Universal dos Direitos dos Povos Indígenas. Ou seja, a medida desencadeia todo um processo por parte dos interessados com a temática daquele ano ou década”, explica.

terça-feira, 11 de dezembro de 2012

Regularização de territórios quilombolas é tema de encontro em Brasília


 
Atividades acontecem nos dias 13 e 14 de dezembro, no Esplanada Brasília Hotel, em Brasília - DF

Representantes dos institutos estaduais de terra, do Incra e da Secretaria de Patrimônio da União estarão reunidos nos dias 13 e 14 de dezembro, em Brasília, para elaboração de um plano articulado de trabalho. Trata-se do Encontro Nacional de Regularização Fundiária de Territórios Quilombolas, que tem o objetivo de discutir avanços, desafios e perspectivas relativos ao tema, além da elaboração de uma proposta de trabalho integrado. O evento acontece no Esplanada Brasília Hotel, em Brasília/DF.