Acesse a Plataforma MADAE

Acesse a Plataforma MADAE
Curso Afro-Pará

EXPOSIÇÃO "ÁFRICA: OLHARES CURIOSOS", Hilton Silva

segunda-feira, 26 de novembro de 2012

Escolas estaduais comemoram o Dia da Consciência Negra

A Escola Estadual Visconde de Souza Franco festejou junto com seus alunos o Dia Nacional da Consciência Negra, comemorado nesta terça-feira, dia 20 de novembro. A data homenageia o movimento negro e a morte de Zumbi, líder do Quilombo dos Palmares.

Com a programação, a escola tem o objetivo, a partir de diversas atividades produzidas pela instituição, proporcionar aos alunos um momento de conscientização e reflexão que possa ajudá-los na construção de uma sociedade mais justa e fraterna, enfatizando a importância da cultura africana e sua influência na formação da sociedade brasileira.

Segundo a técnica em educação, Sandra Regina de Oliveira, o estudo da cultura negra fez parte da grade curricular dos estudantes nesse bimestre e incentivou a pesquisa sobre o assunto. A partir dos dados coletados, eles montaram todas as atividades e as programações que acontecem desde o dia 12 de novembro e terminam nesta terça-feira, 20.

Os estudos englobam informações desde a saída do negro do continente Africano até a sua chegada no Brasil. Através da pesquisa, os estudantes puderam conhecer muito mais sobre a cultura negra e suas manifestações, através da dança, música e culinária, além de entender como o povo negro se estabeleceu no território nacional e contribuiu para o desenvolvimento do país. “A educação tem um papel importantíssimo na redefinição e concretização de pensamentos que ajudem a melhorar e desenvolver ainda mais a vida do negro”, afirma a técnica Sandra Regina.

Durante a programação, os alunos fizeram exposição de pinturas, retratando a vida e as características do povo negro, apresentação de danças e da culinária africana. Os alunos assistiram também a palestra “O mito da democracia racial”, com a exibição de vídeos e filmes que retratam o assunto.

A aluna Valéria Cristina disse que as pessoas precisam olhar para o outro de forma igual. “Estamos adquirindo conhecimento que vai nos ajudar a respeitar o nosso próximo e lembrar que ninguém é diferente de ninguém por causa da cor”, enfatiza Valéria.

O professor Elizeu de Castro falou que a população negra é muito grande e não ocupa os espaços que deveria ocupar, justamente por causa do racismo e do preconceito. “Esse evento é de fundamental importância para conscientizar e mobilizar os alunos da importância do negro na construção, formação de uma identidade nacional e no desenvolvimento da sociedade brasileira”, destacou.

Programação – Outra escola a comemorar o Dia da Consciência Negra foi a Avertano Rocha com o projeto "África, força, beleza e sabedoria que inspiram o mundo". O objetivo é despertar o interesse da comunidade escolar em relação a questão étnico racial, sendo coordenado pelos professores Roni Lopes, Waldina Ribeiro, Simone Camargo, Cláudia Ribeiro, Regina Célia Leal, o projeto é uma ação pedagógica do Programa Jovem de Futuro (PJF).

Já a escola Dr. Agostinho Monteiro, localizada em Ananindeua, participa como colaboradora da pesquisa sobre Formação do Leitor e a Questão Racial desenvolvida pelo professor André Cordeiro, que discute com os alunos do Ensino Médio as questões étnico-raciais, a partir da leitura dos contos "Negrinha" de Monteiro Lobato e "O caso da vara" de Machado de Assis, fazendo alusão a importância social do Dia da Consciência Negra. O resultado das análises dos contos será divulgado na VI Semana da Consciência Negra no Seminário Estudantil de Tocantinópolis como comunicação científica pela professora de literatura da escola, Vilma Silva.

Nesta quarta, 21, é vez da Escola Em Regime de Convênio Instituto Bom Pastor realizar o Sarau Lítero Musical, através do projeto “Raça e etinicidade afro-indígena: resistência e desafios”. O evento vai contar com uma série de atividades como palestra, peça teatral, roda de conversas e concurso de bonecos e bonecas.

No dia 23, a Escola Estadual Coronel Sarmento, localizada no distrito de Icoaraci, fará a sua homenagem ao dia da Consciência Negra. A instituição de ensino apresentará o resultado de pesquisa dos alunos e abrirá a exposição “Africa: olhares curiosos”, que retrata a vida e história do do povo africano.
Foto DestaqueFoto DestaqueFoto Destaque
Foto Destaque
Foto Destaque



 



Foto Destaque 









Texto: Eliane Cardoso
Fotos: Advaldo Nobre
Ascom/Seduc

Nenhum comentário:

Postar um comentário