Acesse a Plataforma MADAE

Acesse a Plataforma MADAE
Curso Afro-Pará

EXPOSIÇÃO "ÁFRICA: OLHARES CURIOSOS", Hilton Silva

quinta-feira, 14 de maio de 2015

Oriximiná dá passo importante para a implementação da Educação Escolar Quilombola



Mesa de abertura
Educação e identidade. Este foi o mote das intervenções dos participantes do Encontro de Formação Escolar Quilombola de Oriximiná/PA, ocorrido de 11 a 13 de maio de 2015 no Barracão Comunitário da Comunidade Quilombola do Lago do Moura. Foram dias de estudo e intensos debates sobre “análise e contextualização dos currículos frente às especificidades da Educação Escolar Quilombola”, enfocando os desafios e as estratégias para a implementação das “Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Escolar Quilombola na Educação Básica” no município.
Registrou-se a presença de mais de 170 participantes, contando com representantes das 37 comunidades quilombolas, entre professores/as, gestores/as, estudantes, pais e mães, merendeiras e barqueiros, além do Conselho Municipal de Educação (CME) e Secretaria Municipal de Educação (Semed). A pedagoga Simone Araújo e o sociólogo Tony Vilhena, da Coordenadoria de Educação para a Promoção da Igualdade Racial da Secretaria de Estado de Educação (Copir/Seduc), foram responsáveis pela mediação dos conteúdos estudados.
Para o professor Manoel Siqueira, presidente da Associação das Comunidades Remanescentes de Quilombo de Oriximiná (ARQMO), que coordenou o evento, “foi importante garantir um encontro de formação deste tamanho para socializar o debate sobre o currículo, ouvindo as falas de todos e todas quilombolas da região”.
A secretária municipal de Educação, doutora Hilda Viana, que participou de toda a programação e garantiu a presença em tempo integral da equipe técnica da Semed, avaliou como muito “significativo o evento, visto que oportunizou a efetiva participação das comunidades, numa soma de saberes para a construção de um currículo participativo e democrático”.
As comunidades realizaram uma diagnose das escolas quilombolas e posteriormente estabeleceram coletivamente os eixos e as diretrizes que nortearão o aprofundamento das discussões para a formalização da matriz curricular da Educação Escolar Quilombola de Oriximiná. Abaixo temos as principais deliberações.

Fórum debate alimentação nas escolas quilombolas
Fórum de Alimentação Escolar Quilombola
No dia 14 de maio ainda houve o Fórum da Alimentação Escolar Quilombola, realizado na Casa da Cultura, na sede do município de Oriximiná, reunindo representações da sociedade civil organizada e de órgãos públicos, sendo aberta a participação na plenária para toda a sociedade. Ficou decidido que haverá uma reformulação do cardápio escolar.



Proposta para a Elaboração do Currículo da Educação Básica Quilombola
Unidade Regional de Gestão Escolar (URGE): Escola Raimundo Vieira
Escolas: Raimundo Vieira e Tancredo neves.
Eixos
Conteúdos aplicáveis
Metodologia
Saberes, culturas, valores, datas (calendário), personalidades e memórias das comunidades
Culinária;
Música;
Artesanatos;
Aula presencial(prática);
Paródia;
Confecção;
Saberes sobre territorialidade
Processo de Titulação;
Histórias da Comunidade;
Oficinas;
Aulas passeio;
História dos Quilombos no Brasil e na Região (conceitos, lideranças, associações)
Contos e lendas;
Mãe Domingas;
ARQMO;
Confecção de Álbuns e livros;
Receita cantada;
Histórias e datas importantes do Movimento Negro Local, Nacional de Internacional
13 de Maio;
20 de Novembro de 1995;
Mapeamento das Comunidade;
Titulação da 1ª Comunidade do Estado do Pará;
Palestras;
Teatro;
Entrevistas;
Produções dos mapas;
Cultura Africana e Afrobrasileira
Danças;
Personalidades Negras;
Letras e práticas;
Confecção de álbuns de memória;

Unidade Regional de Gestão Escolar (URGE): Nossa Senhora do Perpetuo Socorro
Escola: N. S. Perpétuo Socorro
Eixos
Conteúdos aplicáveis
Metodologia
Saberes, culturas, valores, datas (calendário), personalidades e memórias das comunidades
Saberes locais (benzedeiras, curandeiros, sacacas, parteiras, consertadores, entre outros).
Calendário cultural das datas históricas.
Estudo sobre as personalidades Afros
Pesquisa das memórias das comunidades quilombolas
Entrevistas
Estudo de causos
Relatos e registros
Produção textual (poesias, músicas entre outras)
Roda de história
Pesquisas (Oral e escrita)
Livros didáticos (Referências bibliográficas)
Confecção de livros artesanais
Vocabulário quilombola da área local
Maquetes
Croquis dos espaços localidades
Saberes sobre territorialidade
Data de fundação da comunidade
Espaço geográfico (área extensão, limites, números de habitantes)
Regularização da terra
A influência das unidades de conservação nos territórios quilombolas.
O impacto das mineradoras nos territórios
História dos Quilombos no Brasil e na Região (conceitos, lideranças, associações)
História do povo Afro Brasileiro (Origem)
Área de atuação de território quilombola no Brasil (Estados com maior presença de comunidades quilombolas)
As comunidades ou áreas tituladas do Estado do Pará.
Comunidades quilombolas existentes e reconhecidas no Município de Oriximiná
Significados e siglas das associações e cooperativas quilombolas
Histórias e datas importantes do Movimento Negro Local, Nacional de Internacional
A diferença entre o movimento negro e o quilombola
Datas comemorativas
Resistência negra
Lideranças comunitárias
Fundação dos movimentos quilombolas
A origem do povo afro-brasileira (qual pais da África)
Cultura Africana e Afro-brasileira
Religiosidade quilombolas
História da fundação das comunidades quilombolas
A valorização do protagonismo das pessoas (contadores, compositores, artesãos, entre outros)
 A diferença entre cultura africana e afro-brasileira
Culinária, dança, música e mitos

Unidade Regional de Gestão Escolar (URGE): SÃO FRANCISCO DE CANINDÉ
ESCOLAS: São Francisco de Canindé, Nova Aliança, São Francisco de Assis, Bom Jesus
Eixos
Conteúdos aplicáveis
Metodologia
Saberes, culturas, valores, datas (calendário), personalidades e memórias das comunidades
Personalidades das comunidades;
As datas comemorativas;
Lendas e contos regionais;
Festejos;
Vivências e valores.
Elaboração de projetos de ensino;
Pesquisas de campo;
Contação de história;
Oficinas de produção;
Teatro;
Elaboração de paródias;
Palestras com as personalidades quilombolas.

Saberes sobre territorialidade
Religiosidade
Culinária
Saberes medicinais
Danças
Artesanatos
Músicas e instrumentos musicais
História dos Quilombos no Brasil e na Região (conceitos, lideranças, associações)
Localização nacional, regional e municipal;
Demarcação;
Titulação das terras quilombolas em Oriximiná.
Mapas dos territórios quilombolas.
Histórias e datas importantes do Movimento Negro Local, Nacional de Internacional
História do quilombo do Jarauacá;
Lideranças quilombolas;
Organização politica;
Formas de trabalho;
Geração de renda.
Cultura Africana e Afrobrasileira
Movimento negro
Organizações
Associações
Conquista dos marcos legais (leis, diretrizes e pareceres)

Unidade Regional de Gestão Escolar (URGE): SANTA INÊS
ESCOLAS: Santa Inês e Novo Israel
Eixos
Conteúdos aplicáveis
Metodologia
Saberes, culturas, valores, datas (calendário), personalidades e memórias das comunidades
Danças;
Teatros;
Religião;
Histórias contadas.
Gincana;
Entrevistas;
Pesquisas;
Roda de conversa.
Saberes sobre territorialidade
Localização geográfica do território quilombola do município de Oriximiná;
Data e local de titulação das áreas quilombolas;
Pesquisa;
Estudo dos mapas;
Entrevistas em forma de questionário;
História dos Quilombos no Brasil e na Região (conceitos, lideranças, associações)
Diversidade cultural e racial;
Criação da ARQMO
Pesquisa;
Seminários;
Entrevistas (ARQMO) quilombolas;
Documentários.
Histórias e datas importantes do Movimento Negro Local, Nacional de Internacional
Processo histórico da vinda dos africanos para o Brasil;
Movimentos negros: local, nacional e internacional.
Pesquisa;
Documentários;
Filmes e vídeos;
Seminários;
Produção textual.
Cultura Africana e Afro-brasileira
Artesanato;
Culinária;
Capoeira;
Plantas medicinais;
Danças;
Diversidade religiosa.
Pesquisa;
Documentários;
Horta com plantas medicinais;
Álbum medicinal.

Unidade Regional de Gestão Escolar (URGE): BALDOÍNO MELO
ESCOLAS: Baldoíno Melo, São Lázaro, Nossa Senhora Aparecida, Santíssima Trindade, São Francisco, São João,  Nossa Senhora De Fátima, Nossa Senhora Da Piedade , Nossa Senhora Das Graças e João Paulo.


Eixos
Conteúdos aplicáveis
Metodologia
Saberes, culturas, valores, datas (calendário), personalidades e memórias das comunidades
SABERES
Contadores de histórias locais;
Benzedores e parteiras;
Medicina popular;
Elaboração de projeto escolar;
Roda de conversa;
Narração de história;
Registro escrito e socialização;
Conversa informal e formal;
Simulação na prática;
Pesquisa de campo e bibliográfica;
Plantão pedagógico
CULTURA
Música: tocadores, músicos, compositores.
Poetas, poesias e contos;
Danças: lundu, mazuca, valsa, desfeiteira, ramada, castanheiro, mulatinha, entre outros.
Festividades comunitárias;
Cantigas de roda;
Lendas;
Artesanato: teçumes, cerâmica, crochê, culinária local, objetos com utilização de matérias primas.
Visitas aos artistas locais;
Apresentação dos artistas nas escolas;
Oficinas pedagógicas;
Luau para culminância;
VALORES
Crenças, rezadores, religiosidade;
Igualdade e respeito;
Partilha;
Puxirum;
Exibição de filmes;
Encenação teatral;
Registros;
Socialização.
DATAS (calendário)
Primeiro encontro de raízes negras; criação das associações; titulação dos territórios quilombolas; fundação das comunidades.
Pesquisas orais e bibliográficas;
Manuseio de documentos históricos;
Entrevistas com lideranças;
Oficinas textuais.
PERSONALIDADES E MEMÓRIAS COMUNITÁRIAS:
Baldoíno Melo, Mimi Viana, Rafael Viana, Padre Patrício, Daniel Souza, Lúcia Andrade.
Pesquisas orais e bibliográficas;
Elaboração de desenhos, pinturas, poemas e poesias;
Paródias;
Produção de documentários.
Saberes sobre territorialidade
Divisão territorial;
Limitação territorial;
História de fundação;
Primeiros habitantes;
Meios de transporte e de comunicação;
Etnolinguagem local;
Economia sociocultural local;
Movimentos sociais não governamentais;
Origem, fundação e importância;
Pesquisa de campo;
Roda de conversa;
Aula expositiva;
Aula passeio;
Palestras;
Produção textual: paródias, poesias, contos, etc.
Produção de cartazes;
Teatro;
Dança;
Confecção de produtos artesanais.
História dos Quilombos no Brasil e na Região (conceitos, lideranças, associações)
Herança cultural;
Produção de textos;
Leitura;
Ortografia;
Gramática;
Pintura;
Desenho;
Símbolo;
Colagem;
Dobraduras;
Tempo cronológico;
Economia sociocultural da região;
Medidas de capacidade.

Histórias e datas importantes do Movimento Negro Local, Nacional de Internacional
Diferenças dos movimentos Negros e Movimento Quilombola
Importância e valorização das lutas dos Quilombos – Municipal, Estadual e Nacional;
Marcos Históricos dos movimentos Quilombolas, Municipal, Estadual e Nacional.(fundação das comunidades Quilombolas,  ARQMO, Associações Territoriais, Titulação dos territórios Quilombolas e Realizações de Encontro de Raízes Negra), fundação da MALUNGU e CONAC
Trabalhar as legislações, leis;
Pesquisa de campo com lideranças Quilombolas;
Produção textual relacionada a Pesquisa;
Utilização de livros didáticos com recorte das histórias Afro brasileiro e datas históricas.
Elaboração de materiais pedagógicos técnicos de educação e liderança quilombolas;

Cultura Africana e Afrobrasileira
Manifestações  culturais ( danças, musicalidade, rituais  afro descendente , ladainha,folias,)
Culinária,
Valorização da medicina caseira,
Dons espirituais -
Parteiras (os)
Rezadeiras (os)
Estudo de religiões de matrizes Africana
Interação de lideranças com saberes diferenciados para socializarem os conhecimentos para comunidade escolar por meio de palestras, oficinas,  cuminança etc.. de acordo com a especificidade de cada conteúdo.


 Fotos do evento:


Artesãos Dona Maria do Carmo Colé e seu Zé Lopes
Professora Elzanira Santos



Compositor e Cantor, Mestre de Cultura Mimi Viana


Conselheiro Municipal de Educação Prof. Joel da Cruz

Nenhum comentário:

Postar um comentário